Escritório de Inovação

A Faculdade de Medicina da USP e o Hospital das Clínicas da FMUSP têm dirigido seus esforços para que o sistema acadêmico de saúde que compõem apresente em termos de inovação o mesmo resultado positivo que exibe em ensino, pesquisa e assistência. Em atendimento aos documentos estratégicos da pesquisa, em 2011 a FMUSP implantou um Escritório de Inovação, que atua em consonância com a Agência USP de Inovação. O coordenar da área é o Prof. Dr. Moisés Goldbaum.

Após várias discussões no Grupo Gestor de Inovação da Comissão de Pesquisa e de reuniões dos dirigentes do Sistema FMUSP-HC, foi concluída a proposta de implantação de um Polo de Inovação em Saúde, o Polo Pinheiros. O projeto foi financiado com recursos do projeto 2014/24843-0. Foi contratada a consultoria do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (NPGT) da Faculdade de Economia e Administração, coordenado pelo Prof. Dr. Ary Plonski.

O projeto teve início em novembro de 2015, com uma reunião com todos os atores envolvidos no processo de inovação em saúde no Sistema FMUSP-HC e unidades da USP do Quadrilátero da Saúde. Foi estabelecido um Grupo de Trabalho e após um levantamento da prontidão em termos de gestão da inovação de todos os atores, foi elaborada uma proposta de instalação de um polo de Inovação em saúde, que trabalhe em harmonia e sinergia com as iniciativas de inovação já em curso no Hospital das Clínicas.

Nesse período o HCFMUSP foi declarado uma Instituição de Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo e foi autorizado a implantar seu Núcleo de Inovação Tecnológica, que teve seu Regimento Interno aprovado em agosto de 2016. O projeto do Polo foi identificado como uma das prioridades institucionais no evento de planejamento estratégico realizado em maio de 2016, que reavaliou o Projeto FMUSP 2020.

Em julho de 2017 FMUSP e HC realizaram conjuntamente uma Congregação Temática de Inovação. Após as apresentações foi proposto pelo Diretor Presidente da FAPESP, Prof. Carlos Américo Pacheco, uma ação conjunta entre as instituições para se fomentar o desenvolvimento de startups na área de saúde. Posteriormente essa proposta foi melhor discutida entre as lideranças da FMUSP e do HCFMUSP com o Prof. Pacheco e estabeleceram-se três linhas de atuação, sendo uma delas a busca por melhorar a cultura de inovação entre os dirigentes do Sistema Acadêmico de Saúde.

Como primeira iniciativa foi acordada realização de evento internacional em que dirigentes de instituições de saúde líderes em inovação pudessem discutir os caminhos trilhados por suas instituições para chegarem à posição atual. O evento "Challenges to Innovation in an Academic Health Center" realizado em 8 de março de 2018, apresentou aos 250 inscritos os modelos selecionados com base no trabalho prévio da consultoria do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica da USP: MaRS District de Toronto, no Canadá, Leiden University Medical Center, da Holanda, Center for Molecular Medicine at Karolinska Institutet and Karolinska University Hospital, na Suécia e, em termos governamentais buscou-se o exemplo de Israel, um dos países com melhor índice de inovação, com representante da Israel Innovation Authority. Os participantes receberam informações prévias sobre o Sistema Acadêmico da FMUSP e HCFMUSP e sobre os temas que foram aprofundados com cada um deles. Além das palestras, foram feitas discussões em pequenos grupos com cada um dos palestrantes.




As principais recomendações do evento são: Recomendações