Notícias


Arboviroses como Zika vírus e dengue, além de infecções reemergentes como as hepatites, foram alguns dos temas selecionados para as apresentações de pesquisas durante a VIII Jornada Científica da Divisão/Departamento de Moléstias Infecciosas (MI) e Parasitárias do HCFMUSP, realizada no dia 3 de abril.

A já tradicional reunião semestral de pesquisadores contou com a palestra de abertura do Prof. Paulo Lotufo, Titular do Departamento de Clínica Médica da FMUSP, um dos cientistas mais influentes do mundo segundo lista da Clarivate Analytics. Lotufo apresentou como foi idealizado e como vem sendo conduzido o maior estudo de coorte do Brasil, o Projeto ELSA (Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto), pelo qual é responsável.

O encontro realizado no Salão Vermelho do Centro de Convenções Rebouças marcou também a indicação dos novos Titulares do departamento, Prof. Esper Kallás e Profa. Ana Sara Shafferman Levin, que realizaram concurso há pouco e deverão ocupar as vagas liberadas com as recentes aposentadorias do Prof. Marcos Boulos e da Profa. Maria Aparecida Shikanaia-Yasuda. “Esse é um momento especial. A incorporação como Titulares trará a oportunidade de agigantar as iniciativas de pesquisa da instituição, dada a qualidade desses investigadores como grandes líderes”, disse o Prof. Aluisio Segurado, Titular do Departamento de MI.

“A indicação é motivo de orgulho. O realinhamento das linhas de pesquisas à nova proposta do plano acadêmico da instituição nos estimula a atender às demandas com maior entusiasmo. Visamos atingir os objetivos da pesquisa científica, que é avançar o conhecimento para melhorar a qualidade de vida da sociedade”, disse Kallás.

A Profa. Rossana Pulcineli Vieira Francisco, presidente da Comissão de Pesquisa da FMUSP e chefe do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da FMUSP, enfatizou a importância dos momentos de integração. “A troca de experiências entre profissionais de diferentes grupos e níveis de pesquisa é muito importante para o avanço do conhecimento. A Comissão de Pesquisa entende que esse é um momento de aprimoramento e deveriam haver mais espaços dessa natureza. Importante destacar que esses grupos estão muito atentos às necessidades do País e vêm desenvolvendo estudos em áreas com grandes problemas, como a dengue, o HIV/AIDs, o Zika Virus e outras infecções e doenças que ainda precisam de muita atenção”, disse a presidente.

Além do Prof. Segurado e da Profa. Rossana, a mesa de abertura contou com as presenças do Prof. Ronaldo Cesar Borges Gryschek, chefe do Departamento de MI, da Profa. Lucila Pedroso da Cruz, diretora Executiva do ICHCFMUSP, da Profa. Elisabeth de Faria, chefe de Gabinete do HCFMUSP, do Prof. Geraldo Busatto Filho, diretor executivo dos Laboratórios de Investigação Médica (LIMs) da FMUSP, do Prof. Valdir Sabbaga Amato, coordenador da Comissão de Ética e Pesquisa do Departamento de MI, e do Prof. Flávio Fava de Moraes Neto, Diretor Geral da Fundação Faculdade de Medicina (FFM).