Notícias

A presença de familiares e pacientes transplantados marcou as celebrações dos 30 anos do primeiro transplante de fígado do Instituto da Criança (ICr) do HCFMUSP. Um vídeo mostrando inúmeros pacientes e suas mensagens de agradecimento às equipes do ICr, exibido ao final do evento, emocionou o público presente no anfiteatro do ICr, no dia 16. A cerimônia marcou também o Dia do Médico, comemorado no Brasil no dia 18 de outubro.

O programa de transplante hepático, iniciado no ICr em setembro de 1989, atingiu a marca de 850 transplantes hepáticos de pacientes portadores de doenças terminais, o que significou uma nova perspectiva de vida para crianças antes condenadas ao óbito em um curto espaço de tempo.

“Nosso programa de transplante hepático ensejou uma produção de mais de 60 trabalhos  científicos, todos publicados em revistas de alto impacto internacional. Essa foi a nossa interface com a Universidade e com a ciência, que permitiu dar nosso melhor à sociedade. Esta é a festa da vida e do nosso trabalho”, disse o Prof. Uenis Tannuri, chefe do Serviço de Cirurgia Pediátrica do ICr.

Chefe do Departamento de Pediatria da FMUSP, o Prof. Vicente Odone Filho abriu a cerimônia, ressaltando a importância dos profissionais das diversas especialidades envolvidas. “Esta é uma área tão complexa e que atingiu índices notáveis. É uma honra cruzarmos dia-a-dia com um grupo notável de especialistas desta Casa”, disse.

O vice-diretor da FMUSP, Prof. Roger Chammas, representando o diretor da faculdade, Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho, ressaltou a missão das unidades associadas ao Complexo das Clínicas. “É fabuloso ver que essas unidades estão cumprindo plenamente sua vocação de assistência e usando isso como vetor para o ensino, a pesquisa e a inovação, e assim acabam tocando a vida de muitos”, disse.

Participaram da cerimônia o pró-reitor de Graduação da USP e Titular da Disciplina de Ginecologia do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da FMUSP, Prof. Edmundo Baracat, representando o Magnífico Reitor Vahan Agopyan; a Dra. Elisabeth de Faria, chefe do Gabinete do HCFMUSP, representando o engenheiro Antônio José Rodrigues Pereira, superintendente do HCFMUSP.

Ao final do evento, uma carta de um dos transplantados foi lida e alguns dos ex-pacientes foram chamados para dar depoimentos e contar sua história. As homenagens fecharam com a exibição de um vídeo e a execução de uma seleção de músicas infantis, em homenagem às crianças do ICr. Assista a reportagem exibida pelo SPTV1, da Rede Globo. 



<