Notícias


Estudos recentes sobre o trabalho assistencial em área de combate à Covid-19 mostram que os trabalhadores, especialmente os de linha de frente, apresentam maior chance de desenvolver problemas relacionados à saúde mental devido às condições inerentes à pandemia. Preconiza-se, então, o desenvolvimento de ações de promoção de saúde para esses trabalhadores. No Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), o Instituto de Psiquiatria criou o Programa COMVC, para a promoção e o cuidado à saúde mental dos nossos colaboradores.

No escopo desse programa, o Núcleo Técnico e Científico de Humanização (NTH) do HCFMUSP, em parceria com a diretoria da Associação Atlética Acadêmica Oswaldo Cruz (AAAOC) e o Instituto de Medicina Física e Reabilitação (IMREA), desenvolveu um projeto de atividades físicas para colaboradores do Instituto Central, que hoje atende exclusivamente os pacientes com Covid-19. É de longa data conhecido que a atividade física beneficia não apenas a saúde física, mas também a saúde mental, particularmente nos casos de estresse e burnout, situações muito frequentes entre trabalhadores da área da saúde.

A AAAOC, unidade desportiva dos estudantes da FMUSP, disponibilizou seu amplo espaço de práticas esportivas para desenvolvimento de atividades de corrida ou caminhada, pilates e condicionamento físico, essas duas últimas ministradas por profissionais de fisioterapia e educação física do IMREA. A gestão do projeto ficou a cargo do NTH com o apoio local da AAAOC.

Medidas de segurança foram adotadas, tais como o uso de máscaras, a oferta de álcool em gel, o distanciamento entre os participantes durante as atividades e o limite de pessoas por aula. Para facilitar o acesso às atividades, criou-se um website para inscrições e informes sobre o projeto, além do monitoramento dos cadastros e contato direto com os colaboradores por meios de comunicação (como telefone e convite em agenda virtual). Em um mês, foram oferecidos 230 horários de aulas de pilates, condicionamento físico e de corrida ou caminhada. Nesse período, 533 colaboradores participaram das atividades.

“Quando a diretoria da Atlética nos procurou para trabalharmos juntos nesse projeto, percebi a preocupação dos alunos em participar do enfrentamento à Covid-19, oferecendo algo positivo para as equipes de linha de frente tão exigidas e sobrecarregadas naquele momento. Foi um encontro de boas ideias e boa vontade para cuidar de pessoas que cuidam de pessoas”, afirma a Profa. Izabel Cristina Rios, do Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho da FMUSP e Coordenadora do Núcleo de Humanização HCFMUSP.

As atividades no espaço da Atlética se encerram no fim de julho com a retomada dos treinos dos alunos na AAAOC, mas o projeto deve seguir em outro espaço do HCFMUSP, com o início da desmobilização de áreas da Covid-19 e a flexibilização do trânsito interno.


                                                                                       Foto: Patricia Midões de Matos