Notícias

A tecnologia da informação aplicada à vida acadêmica cria ferramentas de auxílioque podem otimizar o tempo, expandir conhecimentos e facilitar a interação entrepessoas. Mais do que nunca, em tempos de home office e ensino a distância,professores, alunos e colaboradores dependem de ferramentas digitais. Com oobjetivo de otimizar este cenário e progredir ainda mais nessa área, a Faculdade deMedicina da USP vem desenvolvendo ações estratégicas e de impacto.

Segundo o Coordenador Técnico do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI),Aurélio Vitorino, as principais ações entre 2018 e 2021 estão relacionadas aos“constantes investimentos na infraestrutura de armazenamento, processamento econectividade digital”. São elas que permitem o desenvolvimento de novos serviçospara uso no ensino, administração e pesquisa.

Em relação ao ensino a distância, foi aprimorada a utilização da plataforma GoogleClassroom e o empréstimo, em conjunto com o Centro de Desenvolvimento deEducação Médica (CEDEM), de Chromebooks aos alunos que não possuíamequipamento em casa. Para as áreas administrativas, houve a criação de acessoremoto aos sistemas, dentro de critérios de segurança estabelecidos.

Entre as outras ações recentes do NTI estão o desenvolvimento de novo sistema degestão da Sala Pró aluno; a aquisição de equipamentos de conectividade de dados,integrando laboratórios de pesquisa com alta demanda de tráfego; mudançaprofundas no sistema de acesso Wi-Fi e aumento da segurança e a readequação dainfraestrutura elétrica do Data Center da FMUSP.

Podem ser citados também a substituição das estações de trabalho dos espaçosdidáticos e salas de reuniões da faculdade; a introdução do sistema de controle deacesso e do sistema de monitoramento, elevando o nível de segurança física epatrimonial nas dependências da FMUSP; o desenvolvimento de aplicativo mobilepara informações da CCEX e a aquisição de servidor de dados para gestão e armazenamento digital de lâminas histológicas, para aulas nos laboratórios deinformática da FMUSP.