Notícias

Publicado em 2018, no New England Journal of Medicine, o estudo POET avaliou uma nova modalidade de tratamento para a endocardite, com o uso de antibióticos orais, após a fase inicial de terapia endovenosa. Será que as descobertas desse estudo são consistentes o suficiente para uma mudança de rotina em nossa prática clínica? Essa foi uma das perguntas respondidas pelo convidado do Bate-Papo com o InCor, o Dr. Guilherme Spina, cardiologista da Unidade Clínica de Valvopatia do Instituto do Coração, especialista reconhecido por sua experiência no assunto. Acompanha esta conversa reveladora, neste link.

O Dr Guilherme Spina é médico assistente da Unidade Clínica de Valvopatia do InCor-HCFMUSP. Suas linhas de pesquisa atuais são: febre reumática,doenças valvares, fisiopatologia da remodelação ventricular nas doenças valvares, marcadores séricos em doenças valvares. Para mais informações, acesse o currículo lattes do entrevistado. Quem conduz a entrevista é o Dr Francisco Akira, cardiologista e médico assistente da Unidade Clínica de Medicina Interdisciplinar do Instituto do Coração do hopital das Clínicas (Incor-FMUSP). Para Mais informações, o currículo lattes