Notícias

Três pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) estão entre os mais citados do mundo em suas áreas, de acordo com relatório compilado pelo Institute for Scientific Information (ISI), serviço de bases bibliométricas da empresa Clarivate Analytics. São eles: o Prof. Dr. André Russowsky Brunoni, Associado no Departamento de Clínica Médica da FMUSP e Diretor do Serviço Interdisciplinar de Neuromodulação do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP; a Dra. Renata Bertazzi Levy, Pesquisadora Científica do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP; e o Prof. Dr. Raul Dias dos Santos Filho, Diretor da Unidade Clínica de Lípides do InCor HCFMUSP e Associado no Departamento de Cardiopneumologia da FMUSP.

A publicação anual identifica pesquisadores de todo o mundo que demonstraram influência e desempenho excepcionais em seu campo por meio da elaboração de artigos frequentemente citados por seus pares. Do ponto de vista acadêmico, isso demonstra a relevância das experimentações realizadas, além de sinalizar tendências emergentes da ciência e dos cientistas, instituições, periódicos e países influentes em um campo de pesquisa. A lista de Pesquisadores Altamente Citados de 2021 se baseou em trabalhos publicados em periódicos indexados na Web of Science (WoS) entre janeiro de 2010 e dezembro de 2020, e nas citações que receberam durante este período. Todos os profissionais relacionados têm seus trabalhos entre os 1% mais citados nas suas áreas.

“Sinto-me muito feliz em fazer parte deste ranqueamento dos cientistas com papers altamente influentes”, diz o Prof. André Brunoni, que aparece pela terceira vez como um dos pesquisadores mais citados na área de interdisciplinaridade. “Acredito que isso seja uma vitória não só minha, mas de meus colaboradores nacionais e internacionais e de meu grupo de pesquisa.” Sobre a FMUSP, ele destaca que a Faculdade teve papel essencial em sua carreira. “No deserto da ciência brasileira atual, a FMUSP consegue se manter um oásis e espero que meu apontamento como pesquisador altamente citado ajude a mantê-la em alto prestígio nacional e internacional.”

A pesquisadora Renata Bertazzi Levy também aparece no ranking pela terceira vez, com trabalhos sobre alimentação e saúde pública. Ela destaca que explorar temas desse porte demanda grande independência por parte dos pesquisadores. “Pesquisas como essas, que nos colocaram entre os de maior destaque no mundo, só são possíveis porque foram exclusivamente financiadas com recursos públicos e, portanto, livres de conflitos de interesse.” Nesse sentido, a FMUSP teve papel central em seu trabalho. “A Faculdade disponibiliza a infraestrutura necessária e apoia dando liberdade e autonomia para pesquisar”, diz.

Já o Prof. Raul Dias dos Santos Filho estreou na edição deste ano do ranking, na área de interdisciplinaridade. “Me sinto extremamente honrado e feliz pelo reconhecimento do nosso trabalho e falo ‘nosso’ porque é um trabalho de vários colegas, não só aqui no InCor HCFMUSP, mas também pela colaboração com centros no Brasil e em outros países.” Assim como os outros pesquisadores, o professor enxerga grande significância nesse resultado. “Estar entre os 1% mais citados mostra que, de alguma forma, o nosso trabalho pode contribuir para o progresso da área e que o Brasil tem sim condições de produzir ciência de alto nível.

Acesse a lista na íntegra em: https://recognition.webofscience.com/awards/highly-cited/2021/