Dicas de leitura: A História da Medicina entre os clássicos e os novos estudos - #10

Museu Virtual


Em nossa dica de leitura de hoje apresentamos duas obras referenciais para os estudos sobre a história das instituições manicomiais e das políticas de asilamento de pessoas diagnosticadas com algum transtorno mental no Brasil.

O livro “O espelho do mundo: Juquery, a história de um asilo”, de Maria Clementina Pereira Cunha, foi lançado em 1986 pela editora Paz e Terra. Nele a autora faz um amplo levantamento entre os documentos administrativos, prontuários médicos e publicações científicas produzidas pelos médicos do Hospital do Juquery na primeira metade do século XX. A obra analisa o processo de construção, ampliação e aparelhamento do sanatório que chegou a abrigar 18.000 pacientes na década de 1970. Além disso, o livro relata as diversas violências, tais como a segregação racial e de gênero, sofridas pelos pacientes naquele período, bem como os problemas decorrentes de sua superlotação somado ao baixo número de funcionários responsáveis pela atenção aos indivíduos ali internados.

Nossa outra indicação é a do livro “Holocausto Brasileiro: vida genocídio e 60 mil mortes no maior hospício do Brasil”, produzido pela jornalista Daniela Arbex e publicado pela editora Geração em 2013. A obra promove uma profunda pesquisa sobre as inúmeras violações de direitos humanos sofridas pelos indivíduos internados no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Barbacena. Com base em entrevistas e em acervos documentais e fotográficos, a autora revela que a ausência de atenção médica, a precariedade infra-estrutural e a violência a que a maior parte dos pacientes foi submetida acarretaram em dezenas de milhares de mortes, representando um dos mais severos problemas de atenção psiquiátrica da história brasileira.

Obras:

CUNHA, Maria Clementina Pereira. O espelho do mundo: Juquery, a história de um asilo. São Paulo: Paz e Terra, 1986.  

ARBEX, Daniela. Holocausto Brasileiro: vida genocídio e 60 mil mortes no maior hospício do Brasil. São Paulo: Geração, 2013.